Assessora parlamentar é morta dentro da Câmara Municipal de Contagem (MG)

Matéria veiculada no UOL em 16/05/2018

Uma assessora parlamentar foi morta a tiros dentro da Câmara Municipal de Contagem (MG) na manhã desta quarta-feira (16). A polícia de Minas Gerais trabalha com a possibilidade de feminicídio. As autoridades já iniciaram investigação do caso e buscam as motivações para o crime. Ao UOL, a assessoria de imprensa da casa informou um homem entrou armado no gabinete do vereador Jerson Braga Maia (PPS), conhecido como Caxicó. Após invadir a sala na Câmara Municipal de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, o suspeito matou Ludimila Leandro Braga, uma das assessoras do parlamentar. A Polícia Militar confirma que o homem é um policial civil.

O suspeito passou por todas os procedimentos de segurança da casa, como registro por foto e entrega da carteira de identidade. O detector de metais, no entanto, não estava em funcionamento.

Segundo relatos, o homem teria tentado se matar depois do ocorrido, mas não conseguiu. A Polícia Militar e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionados.

O homem suspeito de cometer o crime deixou o local em uma ambulância. Ainda não se sabe seu estado de saúde nem para onde foi levado.

A polícia ainda não confirma o motivo do assassinato, mas trabalha com a hipótese de feminicídio.

O vereador Caxicó publicou uma nota de pesar em seu Facebook na tarde desta quarta. "Ludimila, além de uma excelente profissional, era uma mãe maravilhosa e uma luz em nossas vidas. Sempre sorrindo e disposta a ajudar, irradiava alegria por onde passava", lamenta o parlamentar. "Lud (como carinhosamente a chamávamos) vai estar sempre em nossas mentes e corações!"