Policial que fazia segurança da mulher em bloqueio é baleado por outro PM, no Rio

Matéria veiculada no O Globo em 13/02/2017.

Um sargento da Policial Militar, lotado no 12º BPM (Niterói), que acompanhava a mulher no bloqueio da porta do quartel foi baleado por um outro PM do Grupamento de Apoio aos Promotores de Justiça do Ministério Público do Rio (GAP-MP). De acordo com o comandante da unidade, coronel Marcio Rocha, o sargento Luís Fernando Aguiar Pinheiro foi atingido por um tiro nas costas disparado pelo também sargento Anaclair Bessa Pinto (GAP-MP) passava em frente ao batalhão, com uma viatura descaracterizada.

O PM Anaclair Bessa Pinto desconfiou de Aguiar, que estava armado e à paisana acompanhando a mulher. Os dois chegaram a discutir na porta da unidade e trocaram tiros.

— O sargento Aguiar estava sem farda e fazia a proteção da mulher dele. Estava assustado, porque do outro lado da via, na Favela do Sabão, havia um tiroteio. Os dois policiais acabaram se estranhando e houve uma troca de tiros — explica o comandante.

O agente ferido foi socorrido por para o Hospital Icaraí e passou por cirurgia e está em estado estável. O policial será transferido para o Hospital Central da Polícia Militar, no bairro do Estácio, na Zona Norte do Rio.

— A minha avaliação é que os dois PMs estavam tensos e que como estavam sem farda acabaram se excedendo. Vamos instaurar um inquérito policial para que o caso seja investigado. Estamos tentando colocar viaturas ao redor do batalhão para, inclusive, proteger as manifestantes, durante a parte da noite — comenta o coronel Rocha.

O caso está sendo investigado pela 76ª DP (Centro).