Policial militar síndico de condomínio atira contra um morador após briga

O polícial militar de Goiás, Hebert Henrique Araújo de Almeida, síndico de um condomínio no Jardins Mangueiral atirou contra um morador durante uma discussão. O crime aconteceu de madrugada desta sexta-feira (17/3), na quadra 3. De acordo com Iara Cordeiro, mulher da vítima, a motivação teria sido uma discussão entre ela e o administrador a respeito de problemas na gerência do local.

A briga teria começado com uma troca de mensagens por WhatsApp. Iara Cordero reclama que os parquinhos do condomínio estão interditados e a churrasqueira não pode ser utilizada. Hebert não teria gostado das cobranças e teria escrito: "vai cuidadar da sua cozinha que você ganha mais". O marido de Iara, Pedro Paulo Henrichs, 31 anos, teria ido tirar satisfação com o síndico, momento em que foi baleado na perna.   

Um bombeiro que é morador da região, que estava de folga foi quem prestou os primeiros atendimentos a Pedro Paulo Henrich, 31 anos. Ele foi transportado para o Hospital de Base de Brasília (HBB). Ainda durante a manhã, ele recebeu alta e está com a família na casa de parentes.