Guarda municipal é suspeito de matar duas pessoas e ferir outras três em Londrina, diz polícia

Matéria Veículada no G1 dia 04/04/2017
Para ver o vídeo da reportagem clique aqui.

Um guarda municipal é suspeito de matar duas pessoas e ferir outras três na segunda-feira (3), em Londrina, no norte do Paraná. De acordo com a Polícia Civil, o homem invadiu a empresa da ex-mulher e matou a sócia dela, e na sequência foi até a casa de uma outra ex-companheira e atirou em quatro pessoas. O filho dela, de 17 anos, morreu. O suspeito é considerado foragido na manhã desta terça-feira (4).
O delegado Mozart Gonçalves detalhou que o guarda municipal, que também é instrutor de tiros, foi até a empresa de uma ex-mulher, no Jardim Guanabara, e lá atirou na sócia dela. Logo depois, roubou um carro e foi até a casa de outra ex-mulher, na zona oeste.
Na casa dessa segunda ex-companheira, o guarda fez disparos contra o avô, pai, mãe e filho dela. O menor não resistiu aos ferimentos e morreu no local. A mãe o avô foram levados em estado em grave, já o pai da mulher está em estado gravíssimo no hospital. O guarda roubou um segundo veículo e fugiu. Ainda não se sabe a motivação dos crimes.
A Delegacia da Mulher informou que o suspeito já respondia a processos por violência doméstica. Por questão de segurança, as duas ex-mulheres estão recebendo proteção da Polícia Civil até que o guarda seja localizado.
Os corpos das vítimas foram levados ao Instituto Médico-Legal (IML) de Londrina e até a manhã desta terça-feira não foram liberados.