Adolescente leva simulacro de arma para escola em Juiz de Fora

Matéria veiculada no G1 em 27/06/2017

Um estudante de 12 anos levou um simulacro de arma para uma escola municipal e a situação virou caso de polícia em Juiz de Fora nesta segunda-feira (26). Aos policiais, o adolescente disse que achou a arma em uma rua e pretendia brincar de "polícia e ladrão".

O G1 entrou em contato com a Secretaria Municipal de Educação e aguarda retorno.

A diretora da Escola Municipal Professor Helyon de Oliveira, o Centro de Assistência Integral à Criança (Caic) de Linhares, acionou a mãe e a Polícia Militar (PM) depois de ver, no corredor, o aluno do 4º ano com o simulacro na cintura.

A diretora contou aos militares que o adolescente não ameaçou outras pessoas, mas que ela acreditava que foi uma forma de se exibir e ganhar respeito e liderança perante os outros alunos, que ficaram assustados.

A mãe dele, de 28 anos, foi chamada à escola, comunicada do fato e recebeu orientação da direção. A ocorrência informa que esta reunião ocorreu na parte interna da escola, enquanto a guarnição esperava na via pública. Em seguida, os policiais solicitaram que a diretora encaminhasse os envolvidos para a área externa para dar as suas versões.

O garoto contou aos policiais que não apontou nem ameaçou ninguém com o simulacro e que ninguém na escola o ameaçou. A mãe disse que viu o filho com o simulacro em casa e o orientou a não levá-lo para a escola.