Pai e filho morrem em tiroteio após briga de trânsito

Matéria do site Jovem Pan publicada em 11/01/2016

Um investigador do DHPP e seu filho, que é bacharel em Direito, morreram em uma troca de tiros após uma briga de trânsito na região da Vila Jacuí, Zona Leste de São Paulo. A discussão que terminou em tragédia ocorreu por volta das 21h de domingo (10/01) na altura do número 500 da Rua Arraial de Santa Bárbara, no Jardim Pedro José Nunes.

Após uma colisão, o bacharel, de 23 anos, começou a discutir com os dois ocupantes do outro veículo. Em meio ao bate-boca, ele resolveu pedir ajuda do pai, um investigador do DHPP, o Departamento de Homicídios e Proteção Pessoa. O agente foi para lá e levou a irmã, tia do rapaz, que também é policial civil e atua como carcereira no 62º Distrito Policial, de Ermelino Matarazzo.

Percebendo a chegada de apoio do lado do bacharel e, sem saber tratar-se de policiais civis, os desafetos também pediram reforços. Amigos da dupla surgiram em outro veículo e se juntaram à discussão, que cresceu até descambar para um tiroteio. O investigador do DHPP e seu filho, cujos nomes não foram divulgados, foram baleados no confronto. Ambos chegaram a ser levados para o pronto-socorro de Ermelino Matarazzo, mas não resistiram e morreram.

Enquanto eles eram atendidos, um jovem, identificado como Lucas Pinheiro de Carvalho, de 21 anos, deu entrada no mesmo hospital, ferido a tiros. Ele foi reconhecido pela carcereira, irmã do investigador morto, como um dos envolvidos no tiroteio. Os outros fugiram e ainda não foram identificados. O caso será investigado por uma equipe do próprio Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa.